Rio e São Paulo perdem espaço no PIB

A participação das cidades São Paulo (SP) e do Rio de Janeiro (RJ) no Produto Interno Bruto (PIB) nacional recuou de 19% em 2002 para 16,2% em 2016. Os dados do PIB dos Municípios foram divulgados pelo IBGE e mostram que, apesar disso, as duas capitais continuam tendo as maiores economias do país.

Sozinha, São Paulo tem o dobro do PIB carioca e responde por 11% da economia do país (em 2002 respondia por 12,7%), enquanto o Rio de Janeiro representa 5,3% do PIB nacional (em 2002 eram 6,4%). Se somarmos as outras quatro maiores cidades brasileiras, em termos econômicos, elas concentram 25% do total do PIB do país.

São elas: Brasília (DF), com 3,8%, Belo Horizonte (MG), com 1,4%, Curitiba (PR), com 1,3% e Osasco (SP) sede do grupo Bradesco, com 1,2%.

Apesar de ainda ter essa concentração em torno de seis grandes cidades, a economia brasileira está cada vez mais desconcentrada. Nesse período de 15 anos, as capitais estaduais reduziram sua participação de 36,1% para 33,1%.