Jornal do Brasil

Economia

Entidades indicam fim do 'compasso de espera'

Jornal do Brasil

A retomada do otimismo também pode ser verificada nos índices de confiança do mercado. Medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o indicador de expectativa do consumidor registrou em outubro o maior patamar desde 2014. Os empresários da indústria também voltaram a demonstrar mais otimismo no mês passado, depois de registrar queda em setembro.

"Percebemos muita gente ainda em compasso de espera, mas o fato de ter um presidente e um Congresso definido já ajuda a destravar alguns investimentos", diz a economista-chefe do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Marcela Kawauti.

Segundo ela, até as eleições, os varejistas estavam evitando fazer até mesmo reformas urgentes. "Agora, pelo menos, essas obras estão começando a ser feitas", completa Marcela, destacando que um movimento mais forte de retomada de investimento só virá com as medidas concretas que venham a ser adotadas pelo novo governo.

O presidente da Associação Nacional dos Revendedores de Material de Construção (Anamaco), Claudio Conz, afirma que o humor no setor melhorou bastante com o fim das eleições, incentivando algumas empresas a desengavetar projetos. "Nossa expectativa é crescer neste ano 6,5% e 10% em 2019. O fim das eleições dissipou uma apreensão grande que tomava conta dos empresários." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.