Jornal do Brasil

Economia

Em ajustes pós-feriado, Ibovespa abre em alta mesmo após recorde na quinta-feira

Jornal do Brasil

O Ibovespa abriu em leva alta nesta segunda-feira, 5, num movimento de ajuste aos preços externos negociados na sexta-feira, quando o mercado doméstico ficou fechado por causa do feriado pelo Dia de Finados. Naquele dia, os fundos de índices (ETFs) de ações brasileiras fecharam em forte alta. Em Nova York, o principal ETF, o EWZ, encerrou o pregão regular da sexta-feira em alta de 1,36%, cotado a US$ 41,61.

Do exterior, os contratos futuros do petróleo e do cobre estão em queda, enquanto as bolsas europeias sobem. Os índices acionários futuros de Nova York são negociados muito perto do último fechamento.

O mercado à vista abre às 12h30 a partir desta segunda-feira por causa do horário de verão que começou no Brasil e terminou nos Estados Unidos.

Da temporada de balanços, os destaques do dia são Porto Seguro e Duratex. A Porto registrou lucro líquido com business combination - que leva em conta o valor de todo o intangível (marca, canal de distribuição) da parceria com o Itaú Unibanco - de R$ 316,4 milhões no terceiro trimestre deste ano, cifra 17,4% menor que no mesmo período de 2017, de R$ 383,2 milhões.

No acumulado do ano até setembro, entretanto, o resultado somou R$ 925,6 milhões, aumento de 11,1% na comparação com o mesmo intervalo do exercício passado, de R$ 833,2 milhões.

A Duratex anunciou lucro líquido recorrente de R$ 61,566 milhões no terceiro trimestre, o que representa um crescimento de 17,8% sobre o mesmo período do ano passado.

A maior expectativa do investidor, contudo, está na agenda corporativa da terça-feira. A Petrobras divulgará seus números antes da abertura dos mercados.

Além disso, a apreciação do requerimento de urgência do projeto de lei da cessão onerosa deve ser retomado também na terça. Se o requerimento for aprovado, o projeto de lei, por sua vez, pode ser votado na quarta-feira, 7.

Às 10h33, o Ibovespa subia 0,38% aos 88.757,71 pontos, mesmo depois de bater recorde histórico na quinta-feira (dia 1º de novembro) e fechar aos 88.419,05 pontos. As ações da Petrobras contradizem os futuros do petróleo e sobem (+0,34% ON e +0,55% PN).

Os índices acionários futuros de Nova York seguiam estáveis: Dow Jones (0%), S&P500 (+0,06%), Nasdaq (-0,03%).

 



Recomendadas para você