Jornal do Brasil

Economia

Ibovespa vai além dos 87 mil pontos em reação a resultados do 1º turno

Jornal do Brasil

O Ibovespa abriu em forte alta e, na máxima, foi aos 87.333 pontos em alta de 6,06%. A valorização é uma reação do investidor em ações ao resultado das eleições para o Executivo (em primeiro turno) e Legislativo (federal e estadual). O mesmo comportamento é observado nos mercados de câmbio e juros futuros. O dólar caiu a R$ 3,7098 na mínima intraday mais cedo, e as taxas futuras recuaram cerca de 50 pontos-base nas mínimas em alguns dos principais vencimentos.

A virada à direita do eleitor brasileiro, como afirmaram analistas políticos a partir dos resultados para deputado, senador e governador, demonstra que a campanha de segundo turno para presidente da República começa com o PT em clara desvantagem.

Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 8, a consultoria de risco político Eurasia diz que aumentou as chances de vitória do capitão da reserva no segundo turno de 60% para 75%.

A mudança aconteceu diante da combinação da demonstração de força da chapa Bolsonaro no primeiro turno da eleição presidencial com a onda anti-establishment que marcou a disputa por vagas no Senado e governos estaduais.

Às 10h33, o Ibovespa subia 5,34% aos 86.718,98 pontos.

Somente cinco ações recuavam. No chamado kit eleições, alguns papéis tinham variação de dois dígitos. A PNB da Eletrobras entrou em leilão depois de marcar alta de 14,20%. A ON da Petrobras subia 10,35%.

 



Recomendadas para você