Esta noite se improvisa: Quarteto se junta pela primeira vez para tocar em essência experimental

Com o único “ensaio” programado para a tarde de hoje, quatro músicos se reúnem para tocarem pela primeira vez  juntos e emendarem com sua apresentação de estreia ao vivo, com dois baixos simultâneos. Pode parecer arriscado – e é. Mas é a isso que se propuseram os baixistas Alberto Continentino e Fred Heliodoro, o baterista Dedê Silva e o produtor e multi-instrumentista Kassin, que tocam hoje, às 20h, na Audio Rebel, em Botafogo. E, se é o debut do quarteto, não é o dos músicos, acostumados a esse tipo de jam session no próprio endereço que combina estúdio e casa de shows em Botafogo.

“Nós quatro estamos tocando juntos pela primeira vez, e a ideia foi essa mesmo, mas é algo comum a nós, com outros parceiros. De vez em quando a gente faz esses encontros para improvisos na Rebel, já virou um hábito”, descreve, ao JB, Alberto Continentino, da geração de 40 e poucos anos, como Kassin, que se junta a dois músicos em torno de uma década mais novos. “Fred é um baixista jovem, muito bom, já com trabalho autoral bem forte [cinco discos lançados], além de acompanhar outros músicos”, acrescenta. Fred chegou a fazer turnês internacionais com os guitarristas americanos Kurt Rosenwinkel e Mike Moreno, destacados na cena contemporânea de jazz.

A ligação começou com Continentino tocando com Affonsinho Heliodoro, compositor de Belo Horizonte e pai de Fred. “Desde então, eu e Fred sempre tivemos muita vontade de fazermos algum trabalho juntos. Então, primeiro, a gente marcou; depois, pensou no que ia fazer”, brinca, ressaltando a total essência de improviso.

A primeira coisa a se pensar quanto ao que fazer foi no restante da escalação. O primeiro integrante lembrado foi Dedê Silva, “baterista que tá arrebentando”, entre outros trabalhos, como integrante da banda que vem acompanhando a poderosa cantora Anitta em suas turnês. 

Outro baixista completa o quarteto abrindo mão do instrumento que tocou com Lenine, Acabou La Tequila e Orquestra, entre outros. Dando vazão a suas experimentações em projetos como o Articial – todo produzido com sons de Gameboy – Kassin, que também toca com Continentino no grupo instrumental Cometa, se encarregará dos sons eletrônicos. 

“Em princípio, ele não vai pegar o baixo – seremos eu e o Fred –, mas, se rolar uma ideia e a gente se encaminhar para esse lado enquanto estiver tocando, nada impede”, afirma o colega, acrescentando que guitarras também não estão previstas no pré-roteiro. “Um lado bom de tocar em um estúdio como a Rebel é que tem muitos instrumentos lá, que a gente pode aproveitar. Vamos nos reunir e começar a tocar, experimentar. A ideia é seguir direto, sem parar, com o público começando a entrar com a gente já tocando, sem um início oficial”, adianta Continentino. 

Haverá um repertório básico “de músicas nossas e outras, que gostamos de tocar, mas ainda não está fechado”, afirma o baixista. Outra parte da música que tocarão, porém, “deve ser feita da hora em que começarmos a tocar até o público chegar. Mesmo sendo nossa primeira vez todos juntos, no trabalho de cada um, estamos acostumados a fazer isso. E gostamos, é uma boa forma de se fazer e aproveitar a música”, garante.

Sequência no jazz

Em uma sequência mais tradicional, a casa de Botafogo tem amanhã o trio do pianista e compositor americano Jeff Gardner, que mescla suas experiências jazzísticas e na música brasileira, com fusões que chegam ao baião e aos afoxés. Ele se apresenta com o baixista Adrian Barbet e o baterista Teo Lima.

Nascido em Nova York, Gardner criou, em 1985, o Quarteto de Pianos com Martial Solal, Jaki Byard, e Paul Bley. Também foi professor na New York University, depois de estudar com mestres como John Lewis, Don Friedman, Jaki Byard, ligados ao jazz, além de Nadia Boulanger, especializada em música erudita.

Radicado desde 2002 no Brasil, de cuja música já era um forte estudioso, Gardner já gravou e se apresentou ao vivo com músicos consagrados da cena nacional, em uma lista que vai de Paulo Moura (1932-2010) a Bocato, passando por Hermeto Pascoal Victor Assis Brasil, Hélio Delmiro, Nivaldo Ornellas, Pascoal Meirelles, Teo Lima, Dori Caymmi, Rafael Barata, e Nelson Veras.

__________

Serviço

AUDIO REBEL (R. Visconde de Silva, 55 - Botafogo; Tel.: 3435-2692). Lotação: 90 pessoas. Hoje, às 20h: Alberto Continentino + Fred Heliodoro + Dedê Silva + Kassin. R$ 20. Amanhã, às 20h: Jeff Gardner Trio. R$ 30.