Caderno B: confira dicas de livros

Passarinho 

Ana Kutner assina o mais recente lançamento da Coleção Dramaturgia, apresentando o texto da peça “Passarinho”, - em que atua e que encerra temporada amanhã no Sesc Copacabana. O trabalho que marca a sua estreia como dramaturga aborda momentos afetivos, dores e descobertas. Além do texto da peça, o livro traz relatos do dramaturgo Patrick Pessoa, da diretora Clara Kutner, irmã de Ana, e da própria autora, contando como foi a experiência de escrever a peça. (Cobogó, 64 págs., R$ 32)

Tem um coração que faz barulho de água 

A gaúcha Cris Lisbôa lança seu sétimo livro, que traz textos retirados de cartas, áudios e trechos de músicas. Segundo a autora, “suspiros” de seu processo de criação. Em um deles, descreve a boemia: “A madrugada é dos que morrem de amor. Choram nos botecos do Centro. Anotam coisas em guardanapos de papel. Enviam áudios cantando Chico. Porque ‘amanhãããã vai ser outro diaaaaa. A madrugada é de gente-estrela”. (Memória Visual, 96 págs., R$ 28) 

Ruptura 

O sociólogo americano Manuel Castells faz uma crônica alarmante dos tempos de crise econômica, terrorismo e violação dos direitos humanos no mundo inteiro, dedicando capítulos à analise dos governos Trump e Macron e o Brexit. “A crise dessa velha ordem política está adotando múltiplas formas”, adverte o autor, citando, como exemplos desse caos, caudilhos narcisistas, manipulação midiática, consolidação de teocracias fundamentalistas e a brutalidade do Estado. (Zahar, 152 págs., R$ 27,90)