Caderno B: confira dicas de discos

“Egypt station” 

O lançamento será apenas no dia 7 de setembro, mas fã que é fã já pode correr para ouvir duas faixas que Sir Paul McCartney disponibilizou nas plataformas digitais: a terna “I don’t know” (“I´m only a man/Love of mine/You will feel no pain”), com seu piano em destaque, e a mais pesadinha - e sugestiva - “Come on to me” (You want so much more than casual conversation”). O álbum “Egypt Station” tem 14 canções e foi gravado entre Los Angeles, Londres e Sussex e produzido (à exceção de uma faixa de Ryan Tedder) por Greg Kurstin.

“Na ponta do remo”

O disco de estreia da mineira Ivy Morais, produzido por Pantico Rocha, se destaca entre os recentes lançamentos femininos. Com voz firme, porém doce, ela apresenta 11 faixas de sua autoria, quase todas com o mar como inspiração. Lenine é convidado em “Canto de esperança”, que soa como um afrosamba regido por cordas. No samba “Drink music” e na valsa “Canção baldia” - esta marcada pelo violão de 7 cordas de Rafael Malmith -, Ivy exalta a boemia, inspirada pelos shows em casas noturnas cariocas. 

“Without you”

Em seu terceiro trabalho solo, o compositor Maurício Pessoa manda seu recado em breves 23 minutos. São sete faixas alinhadas à tradição da música instrumental brasileira – pense em Villa-Lobos, Moacir Santos e nos momentos mais orquestrais de Tom Jobim. Os arranjos (elaborados, mas sem excessos) de Daniel Ott valorizam as belas melodias criadas por Pessoa, indo do balancinho sutil de “Quem é do mar” à sutileza de “Ana Luiza” e “Lullaby”, chegando ao jazz para dançar (coladinho) em “Without you”. Uma “trilha sonora” que evoca tempos mais delicados de nossa música.