'Mein Kampf' volta ao programa escolar no Japão

O Governo do Japão vai permitir que o polêmico livro de Adolf Hitler, Mein Kampf ("A Minha Luta"), entre na lista de materiais didáticos nas escolas no país, informa o jornal The Japan Times. A obra autobiográfica do ditador alemão é proibida em vários países por ter um caráter extremista e antissemita.

A decisão foi aprovada na sexta-feira (14) durante uma reunião do gabinete. Respondendo às perguntas da oposição, os ministros afirmam que a utilização do livro do ditador alemão corresponde ao "espírito da lei do ensino básico".

Entretanto, se o livro for usado para promover a discriminação racial, haverá uma resposta rigorosa, acrescentaram os representantes das autoridades.

No início deste mês, o governo japonês decidiu permitir usar o "Rescripto Imperial sobre a Educação", decreto sobre o patriotismo do século XIX que, segundo especialistas, 

Sputnik