Leny Andrade comemora 74 anos de vida e 59 de carreira no Vivo Rio

Ela cantará ao lado de Ivan Lins, Menescal, Jorge Vercilo, João Donato entre outros

Em única apresentação, Leny Andrade recebe grandes expressões da MPB e internacional. E nada como comemorar em grande estilo, afinal, a diva completa 74 anos de vida e soma 59 anos de carreira com muitas histórias. E exatamente no dia 25 de janeiro, traz uma história irrefutável: é o Dia Nacional da Bossa Nova. Há 58 anos, o baiano João Gilberto gravava a canção "Chega de Saudade", de Antônio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes. As datas falam por si só, sem sombra de dúvida, o show ficará na história do Vivo Rio.

O show contará com participações especiais: Ivan Lins, com quem Leny mantém uma parceria memorável. Atendendo ao pedido dele, ela gravou um CD, em 2015, com seus maiores sucessos. Com Roberto Menescal, são décadas de amizade, ela é a grande intérprete das obras dele e do Bôscoli. Elymar Santos também prestigia Leny.

O show ganha ainda a participação de Jorge Vercilo e juntos cantarão a música “Final Feliz”. Com o veterano Altay Veloso, vão reviver uma parceria de grande sucesso. Ela gravou em 2000 o CD "Leny Andrade canta Altay Veloso". João Donato também sobe ao palco para prestigiar a notável. Na linha internacional, Romero Lubambo, gravaram dois CDs juntos. E para fechar esse grande momento na carreira, Leny recebe no palco Gilson Peranzzetta, com quem tem registrado dois grandes momentos de sua carreira: em 1988, “Cartola 80 anos – Leny Andrade e Gilson Peranzzetta” e outra magistral obra – “Nelson Cavaquinho por Leny Andrade”, em 1995.