Programa se justifica após apresentador chamar Ludmilla de “macaca”: “apenas uma expressão regional”

Cantora foi chamada de “pobre e macaca” ao vivo por apresentador de programa da Record

Após o apresentador Marcos Paulo Ribeiro de Moraes, conhecido como Marcão do Povo, ter chamado a cantora Ludmilla de "pobre" e "macaca" ao vivo no “Balanço Geral DF”, a produção do programa tentou se justificar nas redes sociais. 

Uma publicação feita no Twitter oficial do programa nesta terça-feira (17) afirmou que “macaco” é uma “expressão regional”, e que não houve o intuito de ofender a cantora.

"Referente ao caso que está sendo divulgado nas redes sociais e em alguns veículos, a Record TV Brasília e o Balanço Geral informam que não apoiam quaisquer tipo de preconceito. Independente de qual seja. Temos a plena certeza de que o apresentador Marcão apenas utilizou uma expressão regional para se manifestar, sem o intuito de ofender a cantora Ludmilla ou qualquer outra pessoa. Houve apenas uma troca do adjetivo que acompanha a palavra. A expressão em si é amplamente utilizada em Estados do Centro-Oeste", diz a publicação.

O caso começou quando o apresentador comentou a notícia de que Ludmilla supostamente faz combinados com garçons para evitar o assédio de fãs em restaurantes que costuma frequentar. "É uma coisa que não dá para entender. Era pobre e macaca. Mas pobre, pobre mesmo", disse o apresentador.

A funkeira Ludmilla afirmou que vai entrar com um pedido de prisão contra o apresentador.