Jô Soares toma posse como imortal da Academia Paulista de Letras

A cerimônia de posse está marcada para 19h do dia 10 de novembro

O apresentador, ator, comediante, diretor, produtor, dramaturgo e artista plástico Jô Soares toma posse dia 10 de novembro como mais novo membro da Academia Paulista de Letras (APL). Jô foi eleito em 04 de agosto último e vai ocupar a cadeira de número 33, que pertenceu ao escritor Francisco Marins. Ao ser escolhido, Jô disse que o convite lhe foi feito pelo jurista Ives Gandra e que ficou extremamente feliz com a escolha de seu nome: “Me senti lisonjeado e muito impressionado com o respeito da APL por mim”. O presidente da Academia Paulista de Letras, Gabriel Chalita, declarou que “a Academia ficará ainda mais bonita com a participação do Jô, que certamente tornará os debates da entidade ainda mais ricos”.

Francisco Marins nasceu em São Manuel em 23 de novembro de 1922 e morreu em abril deste ano na cidade de Botucatu. Ele ocupou por 50 anos a cadeira 33, que tem como patrono Teófilo Dias de Mesquita.

Com 58 anos de carreira, José Eugênio Soares, ou simplesmente Jô Soares, como é conhecido, nasceu no Rio de Janeiro em 16 de janeiro de m 1938. Escreveu os livros "O Xangô de Baker Street" e "O Homem que Matou Getúlio Vargas". Atualmente, comanda o "Programa do Jô", talk-show que apresenta há 16 anos na TV Globo. Jô estudou nos Estados Unidos dos 12 aos 18 anos de idade e começou sua carreira artística como ator no filme “O Homem do Sputinik”, de Carlos Manga, em 1958.

Sua posse está marcada para o dia 10 de novembro, às 19h, no Teatro da Academia Paulista de Letras, no Largo do Arouche 312. Ele será saudado pelo acadêmico Ives Gandra da Silva Martins.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais