Ator, morador da Rocinha e Grandjean de Montigny

Lucas Valentim é formado em artes cênicas pela PUC-Rio, morador e artista da Rocinha, tendo atuado como Jesus Cristo na Via Sacra local ao longo de 13 anos, além de ter desenvolvido diversas oficinas de teatro e artes visuais para moradores da comunidade em toda a sua carreira.

Atualmente, escreveu e dirigiu o espetáculo Grandjean, le soleil. A peça itinerante ocorre dentro do Museu Grandjean de Montigny, criado pelo arquiteto homônimo, que viveu durante anos de sua vida na casa, que hoje é um museu no campus da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. 

Para compor o trabalho, Lucas Valentim não só bebeu de inspirações ligadas à terra natal do arquiteto, que veio para o Brasil juntamente com a missão artística francesa, como buscou pesquisar palavras oriundas do tupi guarani, cânticos de origem afro e o rap brasileiro. 

O elenco é todo composto por atores negros e, em grande parte, moradores de áreas periféricas do Rio de Janeiro, contando com nomes como Nina Barros e Cacau Nascimento, ambas atrizes da Rocinha e que começaram no Projeto Via Sacra da Rocinha, desenvolvido pelo diretor e agitador cultural Aurélio Mesquita. 

O texto e a composição cênica visam colocar como pano de fundo a sociedade brasileira e suas diversas origens, assim como alertar para temáticas sociais da época do brasil colônia e de críticas a sociedade atual.

O espetáculo ocorre durante todos os sábados de outubro, exceto dia 24, sempre às 18h, no Solar Grandjean de Montigny, no campus da PUC - Rio. Classificação livre e entrada gratuita.