'Cinderela', de José Wilker, agita o Dia das Crianças em Teresópolis

Após temporada de sucesso de dois meses no Teatro Ipanema, o espetáculo infantil "Cinderela", com adaptação de José Wilker, começa turnê pelo Rio. No Dia das Crianças, próxima segunda-feira, dia 12 de outubro, o Sesc Teresópolis será palco para a peça em dose dupla: duas sessões no mesmo dia, às 11h e às 16h. A direção é assinada por Luisa Thiré. 

No elenco, os atores que fazem sucesso com os pequenos e adolescentes Anna Rita Cerqueira (Cinderela), Bernardo Mesquita (Príncipe) e Vitor Thiré (Rato-narrador Pantaleão), além dos jovens talentos Camila Matoso, Éryca Gonçalves, Gabriel Borges, Lairce Dias, Lucas Liér, Marcelo Duque, Nathy Torres, Rodolfo Abritta, André Lamoglia e Isis Pessino. 

"É uma responsabilidade muito grande viver uma personagem tão querida por milhares de pessoas. Toda menina já sonhou entrar numa carruagem, ir ao baile e conhecer seu príncipe encantado. O que mais me encanta nela é que ela é pura", diz Anna, de 17 anos, que completa: "Acho que a verdadeira essência de 'Cinderela é o amor. Acho que as pessoas vão achar incrível, vão se encantar e entrar na magia. O amor é essencial na vida de uma pessoa".

Já Bernardo Mesquita, que é carinhosamente lembrado como o Príncipe da Xuxa, encara o Príncipe de "Cinderela" como um desafio. "É sempre uma etapa nova na minha vida. É mais um desafio. Tô muito feliz de viver mais uma vez um príncipe, não na telona, mas nos palcos do Brasil. É uma história incrível, mágica, que não só encanta as crianças, mas os pais, os irmãos, os amigos...", opina ele, de 22 anos.

E no palco, sapateando e atuando, temos Vitor Thiré, filho da diretora Luisa Thiré. "Fazer o Pantaleão (rato) está sendo una experiência muito única e nova pra mim. Ele é o 'cérebro' do trio dos bichinhos-narradores. Acho que a graça dele vem da própria inteligência e das suas 'piradas' de vez em quando. A nossa maneira de contar a história 'Cinderela' vem com muito humor, muita música, dança, sapateado e sobretudo: recheada de pureza e encanto", finaliza Vitor, de 21 anos.

Nesta versão de "Cinderela", um rato, uma gata e um cachorro encontram um livro no lixo e magicamente recebem de uma Fada Madrinha o dom de ler. A leitura possibilita aos três personagens não apenas viajar na imaginação, mas vivenciar tudo o que está sendo lido e, por meio desta brilhante capacidade, eles entram na história da menina borralheira, que sofre a opressão da Madrasta até encontrar o amor de um Príncipe.

O Sesc Teresópolis fica na Avenida Delfim Moreira 749, Teresópolis -  2743-6959. A censura é livre. A entrada custa R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia).