31ª Bienal de São Paulo se destaca por crítica social

A 31ª Bienal de Artes de São Paulo será aberta ao público a partir deste sábado (6) no Parque do Ibirapuera e poderá ser visitada até 7 de dezembro. A edição de 2014 se destaca pela interatividade e pela critica social das obras que tratam temas considerados polêmicos como feminismo, sexualidade e religião.    

A polêmica está presente nesta 31ª edição antes mesmo da inauguração de amanhã. Na semana passada, 55 artistas dos 86 participantes, assinaram uma carta aberta à Fundação da Bienal de São Paulo exigindo explicações sobre o apoio financeiro de Israel à mostra, que segundo eles compromete a integridade e autonomia do evento.    

Por sua vez, a direção da Bienal de São Paulo declarou que este ano o evento recebeu 21 apoios internacionais, entre eles da França, Espanha, Turquia e Israel e que nada mudou na política de apoios. A exposição traz cerca de 250 obras entre instalações, vídeos, fotos, filmes artistas convidados do mundo todo.