Literatura "perde um grande nome", diz Dilma sobre morte de João Ubaldo Ribeiro

A presidenta Dilma Rousseff destacou hoje (18) que a literatura brasileira “perde um grande nome”, com a morte do escritor João Ubaldo Ribeiro. Em nota, a presidenta prestou solidariedade aos familiares, amigos e leitores.

João Ubaldo Ribeiro morreu na madrugada de hoje (18), aos 73 anos, em casa, na cidade do Rio de Janeiro.

Vítima de embolia pulmonar, o escritor era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) e ocupava a cadeira 34 desde 1994. Jornalista e cientista político, ele foi autor de mais de 20 livros, publicados em 16 países. Entre suas principais obras estão Sargento Getúlio (1971), Viva o Povo Brasileiro (1984) e O Sorriso do Lagarto (1989).