Stevie Wonder lamenta e critica canção polêmica de Lil Wayne 

Lil Wayne foi criticado por Stevie Wonder, que não aprovou uma canção do rapper que faz referências a Emmett Till, uma figura histórica dos dos direitos civis. As informações são do site NME

Com apenas 14 anos de idade, Till foi torturado e morto em 1955 por ter flertado com uma mulher caucasiana no Mississippi, Estados Unidos. Em Karate Chop, Wayne canta: "beat that pussy up like Emmett Till" (algo como "derrube esta vadia como Emmett Till").

"Não dá para comparar o Emmett Till dessa maneira. Você simplesmente não pode fazer isso... Eu acho que devia ter alguém para te dizer 'olha, isso não pode acontecer. Não faça isso'", disse Wonder.

"Às vezes é preciso se colocar no lugar de quem estamos falando. Imagine se é sua mãe, irmão, filha ou filho. Como você se sentiria? Tem que ter discernimento", continuou o cantor, lamentando a estrofe do rapper.

A letra foi criticada também pela família de Till, que disse que a música era "ofensiva não só para nós, mas também para nossos antepassados, para as mulheres e para os artistas jovens e negros". 

"Nossa família está muito ofendida e magoada", continuou Airickca Gordon Taylor, primo do jovem assassinado.

A gravadora do disco de Lil Wayne Epic Records afirmou que a frase foi removida da canção. Eles se pronunciaram sobre o álbum (chamado Future) em um comunicado: "nós lamentamos a versão remix não autorizada de Karate Chop, que vazou na internet".