Em São Paulo, fãs comemoram primeiro show do Pulp no Brasil

Apesar do clima de tranquilidade em frente ao Via Funchal, casa de shows em São Paulo onde o Pulp fez seu primeiro show no Brasil na noite desta quarta-feira (28), os fãs da banda que chegaram cedo ao local garantiram que a espera para ver o grupo era grande e que a expectativa era por uma grande apresentação. 

"É uma expectativa de 15 anos", disse que Tiago Cassis, 30 anos, que começou a gostar do Pulp ainda nos anos 90. Ele foi ao show acompanhado dos amigos César Mahler, 40 anos, Pedro Tarai, 25, Bia Zanetti, 28, e Elisa Ximenes, 30. "Se esse show for um pouco do que foi o do Suede no Planeta Terra, já tá valendo", garantiu Elisa. Os cinco amigos esperavam que a banda tocasse a música Something Changed.

Já Juliana Moraes, 27 anos, levou um susto na terça-feira, ao achar que tinha perdido o show. "Uma amiga mandou mensagem perguntando como nos encontraríamos e fiquei achando que o show era ontem. Fiquei desesperada, mas aí chequei e vi que era hoje", contou ela, que comprou seu ingresso logo que as vendas abriram. Para ela, a música mais esperada é This is Hardcore.

Com a camiseta do Oasis, Rodrigo Mendonça, 27 anos, comemorou a vinda do grupo: "banda inglesa não tem erro... Eles são da década de 80, do britpop". Acompanhando de mais dois amigos, ele contou que o trio curte todas as bandas da época do Pulp. "Neste ano, também vimos o Suede, no Planeta Terra, e o Noel Gallagher", contou.

Essa foi a primeira passagem da banda, um dos principais nomes do britpop nos anos 90, ao lado de Oasis e Blur, pelo Brasil. A turnê é fruto da reunião dos integrantes após dez anos longe dos palcos, e já passou por vários festivais europeus.