Lollapalooza: show de O Rappa sofre com problemas no som do festival

Principal atração nacional do Lollapalooza, O Rappa enfrentou alguns problemas na abertura de seu show, neste sábado (7), no Jockey Club de São Paulo. Recebida com grande ovação pelo público que lotou a pista do local, a banda começou seu repertório com som muito baixo, que fez da voz do cantor Falcão praticamente inaudível nos trechos mais distantes do Palco Butantã, o principal do evento.

O contratempo técnico fez os cariocas iniciarem o show, pararem e posteriormente recomeçarem para garantir a qualidade ao longo de todo o set list, com previsão para durar uma hora. "Pô, galera! Primeira vez do Lollapalooza no Brasil! Merece um grito mais alto!", gritou o vocalista antes da execução de Reza a Vela, hit do disco O Silêncio Q Precede o Esporro, que abriu o show.

À agitação e carisma de Falcão, vestido com uma camiseta com os dizeres "faça crescer seu próprio futuro", em inglês, se juntou um sexteto de cordas, formado por violoncelos e violinos, dando um ar ainda mais especial à apresentação. Enquanto o cantor pulava e gritava muito, sempre acompanhado pelo público a perder de vista do Jockey, os integrantes da banda faziam uma mistura de rock e dub ao lado do som pesado e ao mesmo tempo suave dos instrumentos eruditos.