Caxias e Novo Hamburgo pregam respeito antes de duelo decisivo

O primeiro finalista do Campeonato Gaúcho será conhecido na noite desta quarta-feira, com a decisão da Taça Piratini, o primeiro turno do Estadual. A partida será entre Novo Hamburgo e Caxias, as duas melhores campanhas da fase classificatória.

O Novo Hamburgo não contará com meia Preto, a grande referência no meio campo do time. Por outro lado, o técnico Itamar Schulle conta com o retorno do zagueiro Luiz Henrique, que cumpriu suspensão na vitória por 3 a 2 diante do Juventude, na semifinal.

"A equipe do Caxias é muito qualificada, e tem alguns pontos específicos que teremos que anular. O Caxias chegou até a final com méritos, porém se neutralizarmos os seus pontos fortes vamos em busca do nosso objetivo que é o título", destacou Zaquel, volante do time do Novo Hamburgo.

No lado do Caxias o técnico Paulo Porto realizou um treinamento fechado para a imprensa e torcedores, onde definiu o time para a decisão desta quarta-feira. O técnico mantém uma dúvida na zaga entre o Jean ou Lino. O Caxias chegou a final da Taça Piratini após eliminar nos pênaltis o Grêmio.

"O Caxias está mobilizado desde a primeira partida do Gaúchão e o objetivo vem sendo atingido. Seria fundamental sermos campeão hoje para poder testar alguns jogadores no segundo turno já pensando no inicio da série C do Brasileiro. É importante mostrar que os times do interior estão crescendo e com uma estrutura profissional, isto valoriza ainda mais o campeonato", disse Amauri Hickmann, gerente de futebol do Caxias.

A folha de pagamento dos times do interior que disputam o Campeonato Gaúcho gira em torno de R$ 250,000. Metade do que ganha por exemplo D¿alessandro, no Inter, e Kleber, no Grêmio.