Prefeito de São Luís: "Joãosinho foi motivo de orgulho"

Lamentando a morte do carnavalesco Joãosinho Trinta, vítima de um choque séptico secundário à pneumonia e infecção urinária, o prefeito de São Luís, capital do Maranhão, João Castelo Ribeiro Gonçalves, declarou a importância do artista à cidade.

"O maranhense Joãosinho Trinta foi um dos mais expressivos nomes da nossa cultura popular. Transformou o Carnaval, encantou multidões e levou a alegria e o talento das pessoas simples para os desfiles nas avenidas do mundo. Pela sua história, pelo legado da sua obra, Joãosinho Trinta foi e será sempre motivo de orgulho para São Luís, para o Maranhão e para o Brasil", disse em comunicado oficial.

Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, que já havia decretado três dias de luto pela morte do ator Sérgio Britto, decretou mais três dias pela perda do artista, que mudou a história do Carnaval carioca.

"Joãosinho Trinta era um grande personagem do Carnaval brasileiro, em especial, do Carnaval carioca. Artista visionário, encantava e surpreendia a todos com as suas criações, os seus enredos, o modo como contava uma estória na Marquês de Sapucaí. Ele será sempre lembrado por sua arte popular. E a sua frase 'Pobre gosta de luxo; quem gosta de miséria é intelectual' deve ser estudada nos cursos universitários para que a elite entenda a sua profundidade", disse em nota oficial enviada à imprensa na tarde desete sábado (17).