Irmão de Michael Jackson diz que Murray deve passar o resto da vida na cadeia

Tito Jackson, 58 anos, irmão de Michael Jackson, afirmou que Conrad Murray, médico que foi considerado culpado pela morte do cantor, deveria passar o resto de sua vida na cadeia. As informações são do The Sun.

Conrad Murray era médico pessoal de Michael e foi acusado de administrar uma dose exagerada do anestésico propofol para tratar o astro. 

Na última segunda-feira (7), um júri composto por 12 pessoas chegou a uma decisão unânime após 42 dias de julgamento, dois deles de deliberações a portas fechadas na Corte Superior de Los Angeles, nos Estados Unidos. Murray ficará preso pelo menos até o dia 29 de novembro, quando enfrentará uma nova audiência que irá definir sua pena.