Morre Wolfgang Wagner, ex-diretor de Bayreuth e neto de Richard Wagner

Agência AFP

BERLIM - Wolfgang Wagner, diretor durante 57 anos do Festival de Bayreuth consagrado a seu avô Richard Wagner, morreu no domingo, aos 90 anos, informou o festival em seu site oficial.

- Dedicou toda sua vida ao patrimônio do célebre avô - afirma um comunicado, que lembra o envolvimento de Wolfgang no festival mesmo em idade avançada.

Ele comandou de fato o Festival de Bayreuth até 2008, quando passou a responsabilidade para as duas filhas, Eva Wagner-Pasquier e a meia-irmã desta, Katharina Wagner.

Wolfgang Wagner assumiu a direção do festival em 1951, ao lado do irmão Wieland, que faleceu em 1966, quando tinha 49 anos.

O contrato dele era de diretor vitalício. Comandou o festival com mão de ferro, apesar das disputas familiares sobre a sucessão, nos últimos 10 anos, terem dado quase tanto que falar quanto a programação artística.

Ele fez de tudo para impedir que Eva Wagner-Pasquier o sucedesse, apesar da filha do primeiro casamento ter feito carreira como assessora artística em alguns dos principais teatros líricos do mundo. Finalmente, em 2008, aceitou transmitir a direção à primeira filha, ao lado de Katharina, fruto do segundo casamento, com a colaboradora Gudrun.

O Festival de Bayreuth, na Baviera (leste da Alemanha), é totalmente desdicado a Richard Wagner (1813-1883), compositor, entre outras, das óperas "Parsifal" e da tetralogia do "Anel do Nibelungo".