Alpha Blondy e os Wailers trazem a Jamaica ao Rio

Philippe Noguchi, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Não é a primeira vez que os Wailers banda parceira de Bob Marley em sua curta, porém intensa, trajetória na música vêm ao Brasil. O show que a banda apresenta neste domingo no Citibank Hall pode não ser exatamente novo, mas traz uma novidade: a banda se apresenta ao lado do cantor Alpha Blondy, nascido na Costa do Marfim. Juntos, o grupo e o músico são figuras principais hoje na difusão do reggae.

Já toquei em São Paulo, Rio, Bahia, Porto Alegre. O Brasil é muito bom. A oportunidade de ir para o país novamente é incrível. É como ir a outra dimensão diz Alpha Blondy, que acredita na conexão do nosso povo com o reggae e a cultura jamaicana. O Brasil tem sonhos e esperanças semelhantes.

É natural cantar com eles

Ao lado de Bob Marley, os Wailers venderam cerca de 250 milhões de discos no mundo inteiro, como coautores de sucessos como Exodus, Stir it up e One love. Formada em 1969, a banda está em turnê de comemoração dos 40 anos do grupo. A história ao lado de Alpha Blondy é mais recente. O músico passou a tocar com os Wailers em 1984, quando gravaram juntos o álbum Jerusalem, na Jamaica, três anos depois da morte de Marley. Apesar da palpável reverência, Blondy encara com naturalidade cantar ao lado da banda que consagrou o maior ídolo da história do reggae.

Sou um discípulo de Bob, mas sei distingui-lo da lenda; a pessoa, do mito. Por isso para mim é natural cantar ao lado dos Wailers ele garante.

Alpha Blondy (ou Seydou Koné, seu nome de batismo) nasceu em Dimbokro, e costuma compor suas músicas em vários idiomas, entre eles o inglês, francês e dioula (dialeto africano), além do árabe e do hebraico. É conhecido por expressar em suas letras questões sobre a política mundial.

Quando se é pobre ou oriundo de um lugar pobre, você sempre fala de política. Quando você está sofrendo por causa de políticos, sempre fala de política. Isso é mais do que natural. Apenas queremos gritar em busca daquilo que precisamos ele diz.

Com mais de 15 álbuns no currículo, Alpha Blondy se tornou o artista africano que mais vendeu discos em todo o mundo. Por seu engajamento social e suporte aos mais necessitados de sua terra natal, o cantor foi eleito pelas Nações Unidas Embaixador da Paz na Costa do Marfim.

Também engajados, os Wailers são os criadores da campanha I Went Hungry, iniciativa global que envolve boa parte da indústria da música para ajudar a erradicar a fome. O projeto incentiva colegas músicos da banda a seguir o exemplo e doar uma parte de suas turnês para a campanha.

Americano nos vocais

A banda começou em 1969 com Bob Marley, Bunny Wailer, Peter Tosh e os irmãos Aston Barret e Carly Barret na formação. Dois anos depois, houve uma baixa na formação e os irmãos assumiram o nome do grupo, passando a acompanhar Bob Marley em várias músicas. Hoje tem como líder o baixista Aston Family Man e como vocalista o americano Elan Atias.