'Os inimigos não mandam flores' será encenada em Petrópolis

JB Online

RIO - Escrita pelo dramaturgo Pedro Bloch (1914-2004), a peça 'Os inimigos não mandam flores' iniciou temporada no dia 11 de setembro no Solar de Botafogo (Rua General Polidoro, 180, Botafogo) onde ficará em cartaz até 25 de outubro. Em Petrópolis, terá duas apresentações, nos dias 7 e 8 de novembro (sábado às 21h e domingo às 18h), no Theatro D. Pedro.

O texto conta a saga de um casal 'confortavelmente infeliz' após muitos anos de vida em comum e que, numa reviravolta surpreendente, consegue se libertar dos jogos emocionais viciados e cruéis, resgatando o amor e a paixão.

A peça, que estreou no Rio em 1951, foi um grande sucesso dentro e fora do Brasil. Na França, onde as atrizes, Juliette Greco e Marina Vlady interpretaram a personagem principal, Silvia, a obra ficou conhecida como a "peça dos divórcios", pois todas elas acabaram se divorciando ainda no período dos ensaios.

O embate verbal e emocional do casal mantém a plateia absolutamente envolvida do início ao fim do espetáculo. Meio século depois de sua premiére, os atores Cristina Prochaska e Anselmo Vasconcellos, amigos há mais de 25 anos e atuando juntos pela primeira vez, dividem a cena sob a direção de Maria Pia Scognamiglio para provar que o clássico continua atual e impactante como sempre.