Legistas falam sobre as condições do corpo de Michael Jackson

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Os legistas que cuidaram da necropsia de Michael Jackson foram os primeiros em muitos anos a ver o ídolo pop sem a pesada cobetura de maquiagem que ele costuma usar.

Segundo alguns deles informaram ao jornal News of the World, Jackson apresentava diversas cicatrizes grandes no rosto, provocadas provavelmente pelas cirurgias plásticas que o cantor se submeteu ao longo da vida. Os legistas também contaram que o cantor tinha queimaduras no peito, provocadas pelos instrumentos usados na tentativa de ressucitar o ídolo. De maneira geral, porém, os médicos contaram que Jackson tinha um corpo forte e saudável.

Adeus ao rei do pop

Os rumores sobre a morte de Michael Jackson começaram a aparecer por volta das 13h (horário de Los Angeles), 17h em Brasília, da última quinta, 25 de junho, quando uma ambulância foi chamada para socorrer o cantor em sua casa, no bairro de Bel Air. Momentos depois da chegada de Jackson ao UCLA Medical Center, o site de celebridades TMZ publicou a notícia de que o cantor havia morrido. Em seguida, o jornal Los Angeles Time confirmou a informação. A morte de Jackson só foi oficialmente divulgada por volta das 15h (19h em Brasília), quando o Instituto Médico Legal da cidade confirmou o falecimento do ídolo pop. O tenente Fred Corral, porta-voz do IML local, disse à rede de televisão CNN que Jackson foi declarado morto às 14h26 (18h26 em Brasília).