Jim Morrison pode estar vivo, diz tecladista do The Doors

Portal Terra

LOS ANGELES - Jim Morrisson, ícone do rock e vocalista da banda norte-americana The Doors, pode estar vivo e morando em Seychelles (arquipélago africano localizado no Oceano Índico), de acordo com seu velho companheiro de banda, o tecladista Ray Manzarek. Morrison foi encontrado morto em 1971, em Paris, França.

O tecladista contou ao jornal inglês Daily Mail que à época suspeitou da morte de Jim Morrison porque o vocalista já tinha falado sobre a possibilidade de simular sua própria morte e se esconder em algum lugar distante dos EUA.

Segundo Ray Manzarek, um ano depois de Morrison falar sobre a simulação de sua morte, ele foi encontrado morto. A causa da morte foi ataque cardíaco, consequência de abuso de drogas.

As circustâncias enigmáticas sob as quais o vocalista morreu levaram a contínuas especulações sobre a probabilidade de Morrison ainda estar vivo.

- Eu ainda me pergunto se sua morte foi uma charada complexa - disse Manzarek ao Daily Mail.

- Jim era uma alma inquieta, sempre procurando por algo a mais em sua vida, e mesmo os seis anos de sucesso - e excessos - do The Doors não foram o suficiente para ele.

Manzarek continou especulando: "um ano antes (de sua morte), ele me mostrou um folheto sobre Seychelles e disse: 'não seria o lugar perfeito para fugir se todo mundo acreditasse na sua morte?'".

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais