Ariane Souza comemora 20 anos de carreira com trabalhos na TV, no Teatro Musical e no Cinema

a atriz, cantora e bailarina clássica Ariane Souza completa, em 2019, duas décadas de carreira. Natural de Salvador, radicada no Rio de Janeiro há cinco anos, a atriz grava em São Paulo a nova série da Rede Globo, “Segunda Chamada", de Carla Four, Jô Bilac e Julia Spadaccini, dirigida por Joana Jabace, onde interpreta Joelma.

No cinema, aguarda a estreia dos longa-metragens “Pluft, o Fantasminha” (Direção Rosane Svartman) e “L.O.C.A” (Direção Claudia Jouvin), em fase de finalização. Na Bahia, sua terra natal, atua com a dublagem da protagonista da série infantil “Aventuras de Amí", da TVE Bahia. No teatro, podemos destacar o musical ‘O Frenético Dancin’ Days“, sob a direção da coreógrafa Deborah Colker, onde interpreta Madalena, empregada de Nelson Motta durante o período que o produtor resolve montar o grupo que foi sucesso no país. No espetáculo, a atriz abre e fecha os números musicais.

Bacharel em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia, Ariane Souza Iniciou sua carreira em 1999, no cenário teatral baiano, onde ganhou o “Prêmio Aplauso” na categoria Melhor Atriz pelo espetáculo “Fanáticos”. Com mais de 18 espetáculos teatrais e novelas no currículo, Ariane está radicada no Rio de Janeiro desde 2013, onde integrou a Cia Terra de Teatro, dirigida pela atriz e diretora Malu Valle.

Desde então, no eixo Rio-São Paulo, vêm acumulando trabalhos no Teatro Musical, na Televisão e no Cinema. Na Rede Globo, atuou em produções como “Velho Chico” (Direção Luiz Fernando Carvalho) e “Segundo Sol” (Direção Dennis Carvalho e Maria de Médicis) e também a série “Cidade dos Homens” (Direção Pedro Morelli). No teatro musical também podemos destacar as montagens “S’imbora, o Musical – A História de Wilson Simonal” (Direção Pedro Brício), onde interpretou a diva Sarah Vaughan e ”O Musical da Bossa Nova” (Direção Sérgio Módena).

Também em Salvador se formou em Ballet Clássico pela Escola de Ballet Ebateca, além de ter vasta experiência em danças, como o Flamenco (Cia.de Danzas Españolas) e a Dança Afro (Escola de Dança da Funceb). Também atuou nas radionovelas da Rádio Educadora FM, em 2010, com “Outras Histórias do 2 de Julho - Maria Felipa, a Heroína Esquecida”, “Bimba e Pastinha – Histórias Pitorescas da Capoeira na Bahia" e “Cosme de Farias e sua Participação na Vida Social Política da Cidade de Salvador". Em 2012 fez parte do elenco do musical “Amor Barato", que teve direção de Fábio Espírito Santo e consultoria cênica de José Possi Neto. Em 2013, o espetáculo foi indicado à três categorias do “Prêmio Braskem de Teatro".

A jovem Ariane Souza completa 20 anos de carreira e já se prepara para as próximas décadas: "Com muito trabalho e a proteção do meu Senhor do Bonfim", declara a atriz.