Jornal do Brasil

Cultura

Prêmio Sim À Igualdade Racial 2019 destaca nomes importantes da cultura e do mercado de trabalho

Jornal do Brasil

O Copacabana Palace recebeu, na última terça-feira, os principais agentes de mudança da nossa sociedade, celebridades e CEOs das maiores empresas do Brasil. O Prêmio Sim À Igualdade Racial 2019, criado pelo Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), destacou nomes e iniciativas na área de educação, empregabilidade e cultura voltadas para a aceleração da promoção da igualdade racial no país. Durante a noite, a premiação reuniu nomes como Gilberto Gil, Regina Casé, a bailarina Ingrid Silva, Cris Viana, Pedro Bial e Tia Maria do Jongo. Cerca de 400 pessoas compareceram ao evento, realizado na Zona Sul do Rio de Janeiro.

 

A noite foi dividida em três partes em ritmo de Musical e recheadas com apresentações artísticas. Em 11 categorias, a noite foi repleta de muita reflexão com temas envolvendo a questão da igualdade racial no mercado de trabalho. Apresentado por Heloísa Jorge e os parceiros Drayson Menezzes, Felipe Odetokunbo e Udylê Procópio, o prêmio destacou nomes como Flávia Oliveira e Maju Coutinho, mas também iniciativas como a Uneafre e Afrogoogle e figuras importantes como Tia Maria do Jongo e Kabengele Munanga. Na nova categoria “Representatividade em novos formatos”, quem levou a estatueta Mad World para casa foi Yuri Marçal. Esta é a única que tem o vencedor escolhido via voto popular. Mais de 7.500 pessoas votaram.

Macaque in the trees
Luana Genot (Foto: Ari Kaye)

 

Entre doações e bolsas de estudo, o prêmio arrecadou mais de 800 mil reais para as iniciativas do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR). Além do patrocínio de 22 empresas. Segundo Luana Génot, iniciativas como estas são cada vez mais importantes e necessárias: “Foi um momento excepcional. A diversidade é um caminho sem volta. Ficamos felizes em poder destacar em 11 categorias os nossos premiados. As organizações que não investirem em ter igualdade racial na prática estão ficando para trás e nossa missão é de reconhecer as boas práticas que já existem para multiplica-las”, destaca a diretora executiva do ID_BR.

  

Confira abaixo os vencedores da edição de 2019 do prêmio:


 

Arte em movimento:

Tia Maria do Jongo

 

Raça em pauta:

Flávia Oliveira

 

Intelectualidade negra:

Kabengele Munanga

 

Destaque publicitário:

Leia para uma criança do Itaú – Realizador: DPZ&T

 

Educação e Oportunidades:

Uneafro

 

Liderança negra:

Roberta Anchieta

 

Trajetória empreendedora:

Camila Farani

 

Inspiração:

Maju Coutinho

 

Comprometimento racial:

Afrogooglers (Google)

 

Categoria Parceira ID_BR & GPTW – Melhores Práticas Culturais Étnico-Raciais:

Bradesco

 

Representatividade em novos formatos (VOTO POPULAR):


Yuri Marçal