Morre fotógrafo alemão conhecido pelo registro de megalópoles

O fotógrafo alemão Michael Wolf, radicado em Hong Kong há 25 anos, morreu esta semana aos 64 anos, noticiou o The New York Times nesta sexta-feira (26).
Famoso por registrar o cotidiano de megalópoles pelo globo, sua série mais famosa retrata a vertiginosa arquitetura de sua cidade adotiva. Realizada entre 2003 e 2014, "Arquitetura da Densidade" apresenta os edifícios de Hong Kong como complexos infinitos, repetitivos e quase abstratos.
Aspectos mais micro do dia-a-dia urbano também tiveram lugar em sua produção.
Em 2010, ele inovou ao usar capturas de tela do Google Street View para retratar Paris em "Uma Série de Eventos Infelizes". A série recebeu uma menção honrosa no World Press Photo 2011, prêmio de fotojornalismo que ele já havia ganhado em 2005 e em 2010.
Em 2013, Wolf fotografou o aperto do metrô de Tokyo, considerado o mais movimentado do mundo, em "Tokyo Compression".
Wolf nasceu na Alemanha, mas cresceu na Europa, Canadá e Estados Unidos, onde se formou pela Universidade de Berkeley, na Califórnia. Ele deixa o filho e a mulher.