Velha Guarda Musical da Mangueira lança CD com obra de Geraldo Pereira na UERJ

Lançamento será nesta quinta, dia 25, no Teatro Odylo Costa Filho

Geraldo Pereira era um gênio da raça. Saiu de Minas para enriquecer o samba carioca e o morro de Mangueira com grandes clássicos da nossa música. E agora a Velha Guarda Musical da escola retribui, lançando um CD com 14 preciosidades do mestre e que, além da tradicional voz de Tantinho conta com participações muito especiais. Uma pequena joia, embalada para presente, que terá seu lançamento oficial nesta quinta (25), às 19h30, com um grande show no Teatro Odylo Costa Filho, na UERJ.

Macaque in the trees
Velha Guarda Musical da Mangueira homenageia Geraldo Pereira (Foto: Divulgação)

Em 'Velha Guarda Musical da Mangueira Canta Geraldo Pereira', Tantinho da Mangueira dividiu com Maria Bethânia 'Falsa Baiana', que abre o CD. Zeca Pagodinho assumiu 'Sem Compromisso', também com Tantinho. Tantinho e Leci Brandão cantam 'Polícia No Morro'. Já a diva mangueirense Alcione interpretou 'Escurinho' e Nelson Sargento tem duas preciosas aparições: 'Até Hoje Não Voltou' e 'Até Quarta Feira'. 'Vai que Depois Eu Vou', foi interpretado por Jerônimo GG, Presidente da Ala de compositores da Verde e Rosa e 'Abaixo de Deus Foi Ela', por Martinho Jorge, que apesar de já fazer parte do grupo há 10 anos é o mais jovem de idade, entre todos.

Apostando na modernidade, o tradicional grupo resolveu colocar o CD disponível para compra no Mercado Livre (https://produto.mercadolivre.com.br/).

O disco faz parte de um plano de ação da Velha Guarda de resgatar e difundir a memória musical mangueirense, regravando parte da obra composta pelos seus poetas, que exaltaram a Verde e Rosa, sua história e personagens. "Estamos começando pelo Geraldo Pereira por conta do seu centenário (2018) e pretendemos gravar Cartola (as músicas pouco conhecidas do público), depois Nelson Cavaquinho, Carlos Cachaça, José Ramos, Padeirinho, Babau, Xangô, etc”, explica Robson Lo Bianco, curador e produtor executivo do projeto e também da Velha Guarda Musical, que teve direção musical e arranjos do maestro Paulão Sete Cordas e direção geral de Haroldo Costa.

Macaque in the trees
Alcione entre o produtor Robson Lo Bianco e o maestro Paulão Sete Cordas (Foto: Divulgação)

Geraldo Pereira foi o criador do samba 'Sincopado', também conhecido como samba do 'Teleco Teco' e um dos expoentes da 'Bossa Nova', com a música 'Bolinha de Papel' que se tornou sucesso na voz de João Gilberto. Foi celebrado como um dos 25 compositores mais importantes na formação do que conhecemos hoje como MPB. Apesar de pouco conhecido do grande público, seus sucessos foram gravados por ícones da nossa música, como Chico Buarque, Gal Costa, Ciro Monteiro, Cartola, João Gilberto, Paulinho da Viola, João Nogueira, Nelson Sargento, Zeca Pagodinho, entre outros.

Morto precocemente aos 37 anos, Geraldo Pereira, sempre reconhecido por seu talento e inovações que trouxe ao samba, tem neste tributo realizado pela Velha Guarda Musical da Mangueira uma homenagem definitiva, original e cheia de brilho. Como a obra que deixou.

Velha Guarda Musical da Mangueira Canta Geraldo Pereira

Data: 25/04

Horário: 19h30

Local: Teatro Odylo Costa Filho (UERJ) - R. São Francisco Xavier, 524 - Maracanã.

Ingressos: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia) e R$ 10 (alunos, professores e funcionários da UERJ)

Classificação: LIVRE

Informações: (21) 2334-0681.



Alcione entre o produtor Robson Lo Bianco e o maestro Paulão Sete Cordas
Velha Guarda Musical da Mangueira homenageia Geraldo Pereira