Jornal do Brasil

Cultura

Natura Musical apresenta "Veia Nordestina I", novo trabalho de Mariana Aydar

Disco será dividido em quatro EPs, lançados ao longo do ano, cada um com três faixas

Jornal do Brasil

"Na veia nordestina, eu tenho a minha visão / Carrego emprestada a força do sertão...", é assim que a cantora e compositora paulistana Mariana Aydar resgata sua história com a música nordestina, recomeçando o que nunca teve um fim.

Nesta paixão pulsa “Veia Nordestina” (Natura Musical), que será lançado ao longo de 2019. Com quatro EPs que formam um disco no final do ano e um minidocumentário de quatro episódios. No dia 5 de abril, chegou às plataformas digitais o EP “Veia Nordestina I", com três faixas que carregam sotaque baiano.

Macaque in the trees
"O forró pra mim é um modo de vida", Mariana Aydar (Foto: Divulgação)

"O forró pra mim é um modo de vida. Minha primeira banda profissional foi de forró, meus primeiros vinis, meu primeiro beijo, minha filha é fruto do forró e agora, finalmente, nasce o meu primeiro disco de forró, um forró feito do meu jeito", diz Mariana.

A música homônima que abre o disco, composta por Mariana em parceria com a caruaruense Isabela Moraes, introduz o público ao universo de Veia Nordestina, mostrando a visão de uma paulistana apaixonada e inspirada pela força e grandeza da cultura do Nordeste. O EP segue na segunda faixa com "Se Pendura", que ressalta o empoderamento da mulher numa envolvente mistura de pagodão com xote, composta por Duani, cheia de referências dos carnavais que Mariana passou em Salvador.

O primeiro volume do disco termina com "Forró do ET", que combina elementos do galope, frevo, axé e kuduro, também de autoria de Mariana, que se afirma como compositora neste novo capítulo de sua carreira. A faixa conta com a participação especial de Elba Ramalho, forte inspiração e incentivo no caminho forrozeiro de Mariana, e uma das protagonistas da crônica vivida sob o céu de Caraíva-Trancoso.

O projeto foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2018, com o apoio da Lei Rouanet. “A música é uma das grandes expressões da Natura desde 2005, quando criamos o Natura Musical. Acreditamos na sua força para conectar pessoas, valorizar a criatividade brasileira, reverberar a diversidade e inspirar um mundo melhor”, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “É possível identificar esses fatores no novo disco de Mariana Aydar. Nele, a artista revisita gêneros como o forró e o xote e apresenta versões que geram identificação e conexão com diferentes públicos”, completa.

Os próximos EPs (também com três faixas cada), chegam em maio e julho, já o último, que completa o álbum, vem em outubro, todos com produção musical de Marcio Arantes. “Quero traduzir o meu forró, a minha maneira de ver o gênero reinventando, instigando, trazendo elementos contemporâneos, guitarras psicodélicas e a eletricidade da MPC sem perder a alma pé de serra do clássico power trio: zabumba, triângulo e sanfona”, explica Mariana.

O minidocumentário, dividido em quatro episódios, é dirigido por Dellani Lima e Joaquim Castro, parceiro de Mariana na direção do documentário Dominguinhos (2014), se baseia em quatro temas que rodeiam a história da cantora com o forró. O primeiro episódio estreia em maio e aborda a chegada do forró a São Paulo e a chegada de Mariana ao forró. Os próximos três episódios que estreiam no canal do YouTube da artista, serão lançados em junho, agosto e novembro, respectivamente.

"Os temas deste projeto são muito de dentro do meu sertão, todo mundo tem o seu próprio sertão: suas tristezas, seus lamentos, suas questões. Onde quer que a gente esteja, não importa a região do Brasil e do mundo, a gente se encontra nesse sertão de dentro", conclui Mariana.