Jornal do Brasil

Cultura

Ucrânia proíbe cantor italiano Toto Cutugno de entrar no país

Artista é acusado de ter posições políticas a favor da Rússia

Jornal do Brasil

Um grupo de deputados ucranianos pediu ao chefe dos serviços de segurança do país, Vasily Gritsak, para impedir a entrada do cantor italiano Toto Cutugno na Ucrânia por suas supostas posições pró-russas.

A informação foi revelada à ANSA nesta sexta-feira (15) por Viktor Romanyuk, um dos parlamentares que fez a solicitação. Ele afirmou que o italiano "é um membro da associação Amigos de [Vladimir] Putin e apoiou a anexação da Criméia".

Cutugno, que teria um show agendado em Kiev no próximo dia 23 de março, foi classificado como "agente de apoio à guerra da Rússia na Ucrânia". "Na internet há muita informação sobre sua posição em relação á ocupação da Criméia", acrescentou Romanyuk.

O empresário do artista, Danilo Mancuso, por sua vez, disse à ANSA que está "surpreso e fortemente preocupado" com a decisão. Na última segunda-feira (11), o Ministério da Cultura da Ucrânia incluiu o também cantor italiano Albano Carrisi, conhecido como Al Bano, na lista de indivíduos considerados como "ameaça à segurança nacional".