Rua Beale brilha no Spirit Awards

'Roma' fica com o prêmio de melhor filme estrangeiro

"Se a Rua Beale falasse" venceu o prêmio de melhor filme no Independent Spirit Awards na noite de sábado. "Roma" ficou como o melhor filme estrangeiro. O filme do diretor Barry Jenkins venceu em três categorias no Spirit: melhor filme, diretor e atriz coadjuvante para Regina King.

Baseado no célebre romance de James Baldwin, o filme acompanha Tish (Kiki Layne), uma grávida do Harlem, que luta para livrar seu marido de uma acusação criminal injusta e de subtextos racistas a tempo de tê-lo em casa para o nascimento de seu bebê.

Macaque in the trees
"Roma", o drama autobiográfico de Cuarón (Foto: Divulgação)

Já o drama autobiográfico do mexicano Alfonso Cuarón foi indicado somente na categoria que venceu. "Sinto-me otimista neste momento pela diversidade que estamos vendo no cinema... Acho que esta categoria em breve será irrelevante", comentou Cuarón ao receber o prêmio a menos de 24 horas da entrega do Oscar, no qual seu longa aparece como favorito a melhor filme. "Roma" conta a história de uma jovem indígena chamada Cleo (Yalitza Aparicio), que trabalha como babá na casa de uma família de classe média da Cidade do México nos conturbados anos 1970.

Nas categorias de interpretação, Glenn Close foi eleita a melhor atriz por "A Esposa", enquanto Ethan Hawke venceu por "First reformed". O britânico Richard E. Grant foi o melhor ator coadjuvante por "Pode me perdoar?".

Macaque in the trees
"Se a Rua Beale falasse" recebeu os prêmios de melhor filme, diretor e atriz coadjuvante (Foto: Divulgação)

 



"Roma", o drama autobiográfico de Cuarón
"Se a Rua Beale falasse" recebeu os prêmios de melhor filme, diretor e atriz coadjuvante
Glenn Close, melhor atriz em "A esposa"
Roma
O pianista João Carlos Assis Brasil