Livro de Michelle Obama vira best-seller

Becoming já foi traduzidos para 31 idiomas

Mais de dois milhões de exemplares das memórias de Michelle Obama foram vendidos em duas semanas nos Estados Unidos e Canadá, anunciou a editora Penguin Random House em comunicado. Segundo a editora, que cita a empresa especializada NPD BookScan, “Becoming: A minha história” já é o livro mais vendido nos Estados Unidos em 2018.

No dia do seu lançamento, em 13 de novembro, a ex-primeira-dama começou a turnê para promovê-lo no país, com apresentações diante de milhares e pessoas e salas lotadas apesar do alto preço dos ingressos, em alguns casos. Nos próximos dias, irá promovê-lo na Europa. Segundo a Penguin Random House (PRH), a matriz da Crown Publishing, selo que publica a obra, “Becoming” já imprimiu mais de 3,4 milhões de cópias para o mercado da América do Norte.

Macaque in the trees
Michelle conta no livro episódios pouco conhecidos de sua vida, como as dificuldades que teve para engravidar (Foto: Drew Angerer/AFP)

Já traduzido para 31 idiomas, “Becoming: A minha história” também se posicionou como o livro mais vendido em Reino Unido, Alemanha, Itália, Holanda, Espanha e França, segundo a PRH. De acordo com um porta-voz do Editions Fayard, o livro vendeu mais de 50 mil cópias na França, onde já está em processo uma segunda reimpressão.

Michelle Obama, de 54 anos, conta na obra episódios desconhecidos de sua vida, como a dificuldade de engravidar, seu desinteresse pela política e sua incapacidade de perdoar Donald Trump pela polêmica sobre a cidadania de seu marido, Barack Obama.

No ranking de 2018, Michelle desbancou nos Estados Unidos “Fogo e fúria”, o livro de Michael Wolff que pinta um quadro apocalíptico da vida na Casa Branca na Era Trump. Publicado em janeiro, o livro também vendeu mais de dois milhões de cópias.

O ano literário nos Estados Unidos tem estado marcado de maneira inédita pelos livros de temática política, entre os quais figuram “A higher loyalt”, do ex-diretor do FBI James Comey, e “Fear”, de Bob Woodward, cada um dos quais superou um milhão de exemplares vendidos.

As obras autobiográficas de Barack Obama, “Dreams from my father” e “The audacity of hope”, venderam um total de 4,6 milhões de cópias e são referência do gênero até agora.