Uma breve aula de cinema: confira crítica de 'Infiltrado no Klan'

Spike Lee parecia estar assistindo a tudo esperando o momento certo do bote. “12 anos de escravidão”, “Selma”, “Moonlight”, “Corra!”, “Ponto cego” parece uma bela estrada para o nascimento de “Infiltrado na Klan”, um dos melhores filmes de sua excepcional carreira e talvez o mais importante de 2018. A história real do policial negro, que tem a absurda ideia de se infiltrar em uma das mais nefastas organizações de todos os tempos para implodir suas ações (e tirar um belíssimo sarro da cara de valentões escrotos), é o filme necessário para o nosso tempo, sobre como deve ser nosso olhar para o Mal que ainda nos aflige em forma de incompreensão.

Macaque in the trees
John David Washington e Laura Harrier em uma das cenas do filme, uma obra-prima do diretor Spike Lee (Foto: Divulgação)

Ainda bem que Spike não está interessado somente em passar sua explosiva mensagem, mas também realizar grande cinema. Para isso, ele veste seu roteiro da maneira mais pop possível, até começar a destrinchar seu arsenal, como convém a um dos grandes autores da atualidade. A cena da reunião do grêmio da faculdade é uma homenagem à linguagem documental nascida nos anos 1960 e difundida pelo cinema ficcional, a posterior cena de dança na boate é uma emocionante celebração da liberdade individual, a criação da personagem de Ashlie Atkinson, uma prova da ambiguidade de um roteiro perfeito, que desenha a complexidade de cada personagem em cena, e a já tradicional compilação de trilha de Spike (junto ao músico Terence Blanchard) traduz o espírito de uma época em viagem no tempo sensorial.

Spike ainda presta seus habituais aplausos ao cinema “black” da década de 1970 abertamente, seja na sequência da saída do cinema seja na própria granulação de suas imagens, em total consonância com a evolução desse mesmo cinema, que hoje graças a Shafts e Foxies tem a primazia de existir e encantar qualquer cinéfilo, a bordo dessa década definitiva que Spike chega para arrematar. Coisa de gênio.

*Membro da ACCRJ

______________________________

INFILTRADO NA KLAN: **** (Muito Bom)

Cotações: o Péssimo; * Ruim; ** Regular; *** Bom; **** Muito Bom