Jornal do Brasil

Cultura

Paisagem gaúcha faz a diferença no filme 'A mulher do pai'

Jornal do Brasil

Um filme gaúcho - pela diversidade da paisagem, se foge ao ambiente urbano; pelo linguajar - corre o risco de ser considerado um óvni no cinema brasileiro. A Mulher do Pai passa-se próximo a Dom Pedrito, na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai. Na mesma área foi filmado O Rifle, de Davi Pretto. A Mulher do Pai aborda o rito de passagem, os conflitos da adolescência, mas por um viés particular. A protagonista é uma garota que cuida do pai cego. O clima é quase incestuoso e, quando surge uma mulher para esse pai, o conflito está formado. Feito de silêncios, o filme transforma a casa e a paisagem em personagens tão importantes quanto as pessoas. O Uruguai, ali próximo, é uma possibilidade, mas a garota ainda não sabe o que quer. A diretora estreante revela pulso numa trama que, não sendo conclusiva, exige muito do público para preencher seus vazios.

Canal Brasil, 18h, reprise. 94 Min.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.