Jornal do Brasil

Cultura

Livros expandem o universo e detalham nova história de J.K. Rowling

Jornal do Brasil

O cânone oficial das histórias do mundo bruxo de Harry Potter passou dos livros para as telas do cinema. Mas as novidades que chegam às livrarias para acompanhar o lançamento de Os Crimes de Grindewald expandem e dão mais detalhes da nova história de J.K. Rowling.

O mais imponente deles é Os Arquivos da Magia, livro produzido pelo estúdio MinaLima, responsável pelo design dos filmes e publicado em 11 territórios no globo ao mesmo tempo pela HarperCollins - inclusive no Brasil.

Com a produção comandada pela editora em Nova York, impressão na China, e esquema de confidencialidade característico da série de J.K. Rowling, o livro mergulha no novo filme ao reportar sobre as condições de filmagem, montagem de sets, efeitos especiais e design de produção, mas também expande e consolida novas informações e mitologias do universo bruxo.

Entrevistas com atores e artistas do filme lançam luz sobre o processo de criação da nova mitologia. "Este filme lida com a ascensão de um autocrata, ou um homem que será um autocrata se tiver a chance", sentencia J.K. Rowling no livro. Ela continua: "Você não pode reduzi-la (a história do filme) a mocinhos contra vilões porque os mocinhos trocam de lado e os vilões são redimidos".

Uma das críticas que a nova série vem recebendo é a de que a expansão tão grande do universo bruxo é desnecessária para criar novas histórias. Rowling se antecipa e diz no livro que o relacionamento entre Grindewald e Dumbledore era uma "oportunidade única" de ligar os mundos de Animais Fantásticos e Harry Potter. "Estou contando uma história discreta na franquia Animais Fantásticos que é apenas sugerida nos livros de Harry Potter, que é a ascensão de Grindewald, um bruxo que ameaçava seriamente a segurança do mundo da magia (...). Esta era uma história de fundo sobre a qual sempre tive muitas ideias e agora posso contar, o que é artisticamente muito satisfatório."

Em um texto inédito assinado por Jude Law, o ator dá alguns detalhes de como incorporou o jovem Dumbledore: ele diz ter passado uma tarde com a escritora, na qual ela delineou a biografia do bruxo antes de ele se tornar o conhecido diretor de Hogwarts. "Os personagens de J.K. Rowling lutam com noções universais - o bem contra o mal; aliança contra individualidade; nós contra eles - e geralmente saem mais fortes e mais compassivos por isso", diz Law.

O livro também tem depoimentos de Eddie Redmayne, do diretor David Yates, do produtor David Heyman e de muitos outros artistas envolvidos na criação do filme, bem como imagens do set e materiais de colecionador, como a identidade de Newt Scamander, pôsteres e outros objetos "mágicos".

Outros três livros sobre a produção do filme saem pela HarperCollins Brasil. No dia 1.º de dezembro, a Rocco lança no Brasil o roteiro original de J.K. Rowling, em português.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.