Jornal do Brasil

Cultura

Os dilemas de Clotilde Hesme em seu novo filme

Jornal do Brasil

Em junho, estiveram no Brasil, no Festival Varilux de Cinema Francês, o diretor estreante Fabien Gorgeart e a atriz dos filmes de Christophe Honoré, Clotilde Hesme. Vieram mostrar seu longa, O Poder de Diane, que agora estreia. Num certo sentido, o filme tem algo a ver com Meu Anjo, que também estreia nesta quinta, 25. Clotilde interpreta uma personagem de espírito libertário, e também confrontada com a maternidade, como Marion Cotillard no filme de Vanessa Filho.

A grande diferença é que Diane, que leva a vida em festas e noitadas, sem apresentar muita responsabilidade - como Marion em Meu Anjo -, engravida para servir de barriga de aluguel para o par de amigos gays. Durante o processo - os 9 meses de gestação -, essa balzaquiana em plena forma (Diane tem 35 anos) encontra o homem de sua vida, Fabrizio Rongione, com quem inicia um romance. Forma-se uma situação a quatro. Diane vai abrir mão da maternidade? O filme soluciona-se com ternura e humor. É uma graça.

O poder de Diane

/ Diane a les épaules

(França, 2017, 87 min.)Dir. de de Fabien Gorgeart, com Clotilde Hesme, Fabrizio Rongione

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 



Recomendadas para você