Jornal do Brasil

Cultura

Joias do Ballet Russo desembarcam na Barra

Jornal do Brasil JOÃO PEQUENO, joao.pequeno@jb.com.br

De volta ao Brasil, após uma temporada de sucesso no ano passado, o espetáculo Joias do Ballet Russo aporta hoje no Teatro Bradesco Rio, dentro do Shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, trazendo integrantes de algumas das principais companhias de balé da Rússia, como as dos teatros Marinsky, Mikhailovsky e Stanislavsky, combinando as escolas de Moscou e de São Petersburgo.

O repertório do espetáculo que passa hoje pelo Rio de Janeiro e segue amanhã para São Paulo é clássico, composto por trechos dos balés “Corsário” e “Bela Adormecida”, entre outras obras de renome.

Logicamente, não ficou de fora o “Lago dos Cisnes”, maior sucesso do balé russo, coreografado inicialmente pelo tcheco Julius Reisinger (1828-1892), para a estreia no Teatro Bolshoi, de Moscou, em 1877, em quatro atos sobre a músico do compositor russo Piotr Tchaikovsky (1840-1893).

Pouco depois, dois russos lhe deram as coreografias que se tornaram as mais executadas, seu formato clássico. O consagrado Marius Petipa (1818-1910) escreveu a dança para os atos 1 e 3, enquanto Lev Ivanov (1834-1901) faz para os atos 2 e 4.

Macaque in the trees
Coreografias mesclam características das escolas de Moscou e de São Petersburgo (Foto: Cris Moreira/Divulgação)

Nesta turnê, Oksana Kordiyaka assina as coreografias e a direção geral dos balés apresentados no espetáculo, que tem direção artística de Olha Holayko e direção técnica de Alexander Arkhipov.

Um dos solistas escalados para as Joias do Ballet Russo, Ivan Sitnikov, que esteve no Brasil em outras apresentações, aponta a opção por tradição ou modernidade como a principal distinção entre as escolas de São Petersburgo e Moscou.

“A diferença básica é que a escola de São Petersburgo se considera mais tradicionalista, incluindo o figurino utilizado, como nas montagens originais, do século 19. Já a escola de Moscou segue tendências mais modernizantes, inclusive nos balés de Tchaikovsky”, avalia.

Sobre o forte intercâmbio que marcou a consolidação do balé da Rússia como líder no cenário mundial, o bailarino aponta as turnês promovidas pelo empresário Serguei Diaguilev (1872-1929), criador da companhia Ballets Russes, que emigrou de seu país para a França, sendo sediada em Paris a partir de 1909 – daí, seu nome em francês.

“A grande influência francesa nas escolas russas se deu por conta de Marius Petipa e Jean-Baptiste Landé”, aponta Sitnikov. Nascido na França e criado na Rússia, tendo dupla nacionalidade, Petipa comandou o Balé de São Petersburgo no final do século 19, revelando bailarinos da dimensão de Vaclav Nijinsky (1889-1950), Michel Fokine (1880-1942) e Ana Pavlova (1881-1931) e coreografando também a “Bela adormecida”, presente no espetáculo de hoje, além de “Raymonda” e outros ícones. Por tantos sucessos, muitos o consideram o “pai do balé clássico”.

Também nascido na França, mais de um século antes, Landé (1697-1748) fundou o Marinsky, sendo muito ativo na Suécia e na Dinamarca, além da própria Rússia.

Já no século 20, outro francês influente inclusive sobre as escolas russas que Sitnikov aponta é Roland Petit (1924-2011), fundador das companhias Ballet des Champs-Élysées, em 1945, e Ballet de Paris, em 1948.

Ivan Sitnikov não deixa de destacar a perenidade da “exportação” das escolas de balé da Rússia para o resto do mundo, apontando casos emblemáticos como a de George Balanchine (1904-1983), que, em 1934, fundou a School of American Ballet, em Nova Iorque, para onde havia emigrado, a convite de Diaguilev.

Também cita iniciativas na Austrália, na Alemanha e no Canadá e da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, aberta, em 2000, em Joinville (SC) – não por acaso, a cidade que já abrigava o principal festival de dança do país.

----------

SERVIÇO

JOIAS DO BALLET RUSSO - Teatro Bradesco Rio. Av das Américas, 3.900/loja 160 - Barra; Tel.: 3431-0100. Hoje, às 20h. Duração: 100 minutos, em dois atos, com intervalo. Classificação livre. R$ 60 a R$ 290 - mais detalhes no site www.teatrobradescorio.com.br.



Recomendadas para você