Dries Van Noten faz alta-costura casual em Paris

O estilista belga Dries Van Noten domina como poucos a linha tênue entre uma moda despretensiosa e um design com construções complexas. Isso ficou especialmente evidente em seu desfile de primavera/verão 2019, apresentado na quarta-feira em Paris. Na coleção, ganharam destaque os casacos esportivos, as calças cargo e macacões com calça baggy, que apareceram combinados a plumas feitas de plástico, vestidos fluidos com estampas florais (padronagem tradicional da grife) e peças de alfaiataria afastadas do corpo.

"As roupas conseguiram ser comportadas e trazer um pouco de fantasia ao mesmo tempo", definiu Vanessa Friedman, diretora de moda do New York Times. A paleta de cores, composta por tons vibrantes de amarelo, tangerina e azul cobalto, permeada por peças brancas, trouxe um aspecto ainda mais revigorado à coleção, uma das poucas que parece não ter sido desenvolvida com foco na geração millennial.

Não que a marca deixe de contemplar mulheres jovens, mas a cliente Dries Van Noten não tem uma só faceta, e busca roupas com que possa trabalhar, mas também ir a uma festa à noite, por exemplo - tudo com uma sofisticação sem esforço que é característica da etiqueta.

Nas mãos do designer, uma simples camiseta branca ganha um laço gigante em volta do busto, enquanto uma camisa social clássica surge com franjas metalizadas, em uma interpretação digna de alta-costura da roupa do dia a dia.