Jornal do Brasil

Cultura

Democracia alvejada: confira crítica de 'Marcha cega'

Jornal do Brasil FRANK CARBONE*, Especial para o JB

O diretor Gabriel Di Giacomo tenta com “Marcha cega” fazer um balanço dos acontecimentos provenientes nas manifestações de 2014, através das vítimas do aparato policial, que cometeu inúmeros atos contra a população das capitais do qual se sentem livres para agir da maneira que querem e sair imunes. Com imagens de arquivo impactantes e depoimentos de vítimas e analistas políticos, o filme constrói essa radiografia de forma contundente.

Infelizmente é um documentário convencional em sua estrutura e apenas sua denúncia serve como validação do projeto, que interessa sem sombra de dúvida a qualquer camada da sociedade, e como documento da história muito em breve. Sua montagem não calibra o filme de maneira diferenciada, apenas há ali a certeza da importância de sua urgência.

O saldo positivo é o grande serviço prestado por Gabriel para transformar em película material tão vasto de maneira precisa, unindo depoimentos emocionantes a outros revoltantes, e levando até o público uma análise embasada, que acaba por refletir no nosso momento político atual.

*Membro da ACCRJ

______________________________

MARCHA CEGA: ** (Regular)

Cotações: o Péssimo; * Ruim; ** Regular; *** Bom; **** Muito Bom



Recomendadas para você