Jornal do Brasil

Cultura

Praça Tiradentes, a terra das mil danças

Festival MoviRio vai do balé clássico ao funk, até amanhã

Jornal do Brasil JOÃO PEQUENO, joao.pequeno@jb.com.br

Coreografando palestras, diversos workshops e uma mostra competitiva, a primeira edição do MoviRio – Festival de Dança do Rio de Janeiro – segue com sua programação até amanhã, com 34 concorrentes e quatro companhias convidadas, todas hors concours, se apresentando.

Macaque in the trees
Integrantes da Vivá dançam na calçada da praça, em torno da qual se realizam as atividades do MoviRio (Foto: Reprodução)

Mais do que a corrida pela premiação, o objetivo do festival inédito é de promover o intercâmbio entre diferentes companhias de dança e estilos, afirma o coreógrafo Carlos Fontinelle, diretor da Vivá Companhia de Dança e responsável pela concepção e produção do MoviRio, que acontece em três espaços diferentes, mas todos em torno da Praça Tiradentes.

“Além de troféus por categoria, vamos premiar com bolsas de estudo e oportunidades de trabalho, através de intercâmbios”, destaca o produtor do festival. “Uma bolsa será para a Miami School of Ballet; por isso, trouxemos a Alice Arje, representante dessa escola, para participar”, ressalta Fontinelle.

Na lateral da praça, o Centro de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab) recebe palestras, todas gratuitas, encerrando hoje, de 11h a 13h, sobre “Políticas públicas e economia criativa – Editais e produção cultural”, com o gestor cultural Fabiano Carneiro, coordenador de dança da Funarte.

Do lado oposto, na Rua Sete de Setembro, o Dança Centro Cultural da Carioca (CCC) abriga workshops (R$ 35) para diferentes níveis – programação completa em: www.vivaciadedanca.com/movirio.

A mostra competitiva acontece de 16h a 22h, no Teatro João Caetano, em categorias que vão de street dance e dança contemporânea ao balé clássico, passando por jazz, sapateado e cultura popular. “Serão umas 50 apresentações”, afirma Carlos Fontinelle, explicando que cada companhia se apresenta mais de uma vez. Algumas categorias ainda tem subdivisões, como o balé clássico, que inclui o “de repertório” (sobre obras consagradas) e o neoclássico. Já a “cultura popular” reúne o que ele chama de “dança-show”, com técnicas de dança de salão.

Amanhã, também no João Caetano, no mesmo horário, além da cerimônia de premiação, haverá a apresentação das companhias convidadas, como o Corpo de Baile do Theatro Municipal, com a bailarina Liana Vasconcelos à frente de uma variação da balé “La Esmeralda”, do russo Jules Perrot (1810-1892), além de Ivan Franco e Juliana Valadão, fazendo o pas de deux “Melodia de Gluck”, do lituano Asaf Messerer (1903-1992), sobre música do alemão Christoph Willibald Gluck (1714-1787).

Alice Arje, além de representar a Miami School of Ballet, faz a coreografia de outra convidada, a Companhia Jovem do Ballet do Rio de Janeiro, que apresenta “Sinatras”, baseada em canções do repertório de Frank Sinatra.

Já a Companhia de Ballet de Niterói dança “Choros e Valsas”, sobre músicas desses estilos, com coreografia de Rodrigo Neder. A Companhia Vivá, de Fontinelle, também participa como hors concours, com “Sobre as ondas do mar”.

--------

SERVIÇO

TEATRO JOÃO CAETANO. Praça Tiradentes, s/n, esquina com a Avenida Passos - Centro; Tel.: 2332-9257. Mostra competitiva hoje e companhias convidadas amanhã, de 16h a 22h. Ingressos: R$ 60. DANÇA CCC: Rua Sete de Setembro, 237, 3º andar. Telefone: 3176-1412. Workshops hoje e amanhã, de 11h a 16h. Taxa de R$ 35 por participante. Crab: Praça Tiradentes, 69/71; Tel.: 3380-1850. Palestra hoje, de 11h a 13h, com entrada franca.



Tags: rio

Recomendadas para você