Festival de cinema americano de Deauville começa com filme sobre os Kennedy

O 44º festival de cinema americano de Deauville começou nesta sexta-feira com "Chappaquiddick", um filme de John Curran que denuncia a busca do poder a qualquer preço.

O ator Jason Clark interpreta Ted Kennedy no filme, que lembra o acidente de carro que sofreu o então senador junto com Mary Joe Kopechne, a ex-diretora de campanha de Robert F. Kennedy.

O carro de Ted Kennedy caiu de uma ponte e ele se salvou abandonando à própria sorte a jovem, que morreu afogada. Se o senador tivesse avisado as autoridades rapidamente, Kopechne poderia ter se salvado, segundo o mergulhador que encontrou seu corpo sem vida. Aquele episódio acabou com as possibilidades do irmão de J.F. Kennedy de chegar à Casa Branca.

"É um filme muito político que gerou fortes reações nos Estados Unidos", declarou antes da cerimônia Jason Clarke, que a presidente do júri, Sandrine Kiberlain, qualificou de "figura imprescindível" do cinema americano.

"Chappaquiddick" foi exibido fora da competição para cerca de 1.500 pessoas, em Deauville, no noroeste da França.

Entre os momentos de maior destaque desta edição, o festival prestará homenagem, em 7 de setembro, ao ator americano Morgan Freeman e à protagonista da série "Sex and the city", Sarah Jessica Parker.

Neste sábado, a atriz francesa Mélanie Laurent apresentará seu primeiro filme americano, "Galveston", uma adaptação do primeiro romance do criador da série "True Detective", Nic Pizzolatto.

Espera-se outras estrelas durante o festival, entre elas a britânica Kate Beckinsale, uma das atrizes que denunciou o produtor americano Harvey Weinstein, os americanos John C. Reilly e Joaquin Phoenix, e a estrela do filme para adolescentes "Divergente" Shailene Woodley.

Nesta 44ª edição serão exibidos 62 filmes, e 14 longa-metragens estarão em competição. Os vencedores serão anunciados em 8 de setembro.

clc/cac/gm/db