Fifa abre processo contra México por canto homofóbico

A Fifa anunciou que abrirá um procedimento disciplinar contra o México por conta dos gritos homofóbicos de seus torcedores durante a partida contra a Alemanha, pelo grupo F da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Durante os 90 minutos da vitória por 1 a 0 sobre a atual campeã mundial, a torcida mexicana gritava "puto", que em português significa "bicha", para o goleiro da Alemanha, Manuel Neuer, toda vez que ele cobrava um tiro de meta.

No Campeonato Mexicano, é muito comum que a torcida grite palavras homofóbicas ao goleiro do time adversário quando ele vai bater um tiro de meta. Segundo eles, é apenas uma provocação e não palavras discriminatórias.

Antes do início do Mundial, a Federação Mexicana de Futebol (FMF) já havia alertado seus torcedores para evitar gritos desse tipo durante o torneio, com o objetivo de evitar alguma punição da Fifa.

Nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa, o Brasil foi punido por gritar "bicha" durante os tiros de metas dos times adversários. A versão brasileira é uma adaptação do grito mexicano.

Após vencer da Alemanha na primeira rodada, a seleção mexicana volta a campo neste próximo sábado (23) diante da Coreia do Sul, em Rostov.