Estreia do Brasil é destaque na imprensa internacional

Jornais deram destaque aos dois lances polêmicos da partida

Os dois lances polêmicos que determinaram o empate do Brasil por 1 a 1 contra a Suíça, pelo grupo E da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, gerou debates e muita repercussão na imprensa internacional.

Na Espanha, o conflito por conta do polêmico gol do meio-campista Steven Zuber, que empurrou o zagueiro Miranda, e o pênalti não marcado em cima de Gabriel Jesus, estampou as capas dos jornais espanhóis.

O "Marca" trouxe a manchete "O gol de Zuber deveria ser anulado por deslocar Miranda com suas mãos". Já o "Diario Sport" deu destaque para a penalidade não marcada em Gabriel Jesus, que foi segurado dentro da área e o juiz não pediu o auxílio do árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês).

"Indignação no Brasil por um possível pênalti sobre Gabriel Jesus. Havia contato", escreveu o periódico catalão.

O jornal argentino "Olé" trouxe como manchete: "Reclamou todo o Brasil!", e discutiu sobre o controverso gol de cabeça da seleção da Suíça.

"Árbitro mexicano validou o gol e negou até pedido de Neymar, que solicitava o VAR", escreveu o periódico.

O diário português "Record" escolheu a manchete "Suíça empata num lance em que brasileiros pediram falta", discutindo sobre os dois lances polêmicos não marcados pelo juiz mexicano Cesar Arturo.

O britânico "The Guardian" também destacou o gol suíço, alegando que Zuber empurrou Miranda para balançar as redes do goleiro Alisson.

Buscando sua primeira vitória no Mundial, o Brasil volta a campo nesta próxima sexta-feira (22) para enfrentar a Costa Rica, em São Petersburgo.