BH se arma contra protestos, e Força Nacional já ronda Mineirão

A cidade de Belo Horizonte já começa a se preparar para uma nova onda de manifestações na tarde deste sábado, nas redondezas do Mineirão, palco do duelo entre Japão e México. às 16h (horário de Brasília). Nas redondezas do estádio, a presença policial é grande e até mesmo um helicóptero da polícia faz ronda constante sobre o local. A Força Nacional, que reforçará o efetivo para o jogo, também já está no Mineirão.

O protesto convocado para a tarde deste sábado já se iniciou na Praça Sete, que tem servido como ponto de encontro para os ativistas na última semana. A expectativa é que a passeata, que promete ser uma dos maiores de todas já realizadas, se dirija ao Mineirão e chegue ao estádio entre 14h30 e 15h.

Para a segurança do confronto, Belo Horizonte conta com mais de mil homens da chamada "Força Copa", além da Força Nacional. Os homens emprestados pelo governo federal não estavam em outros confrontos no estádio, mas foram pedidos pelas autoridades mineiras em razão das últimas manifestações.

Para a partida, foram vendidos mais de 40 mil ingressos. A prefeitura de Belo Horizonte cedeu 10 mil entradas para crianças da rede de ensino pública do Estado. Mesmo com mais de duas horas para o início da partida, o trânsito já era caótico nas vias de acesso ao Mineirão. Japão e México se enfrentam sem chances de avançarem às semifinais.