Fortaleza adianta o possível no entorno do Castelão

A dois dias de receber a Seleção Brasileira para o jogo contra o México na Copa das Confederações, o entorno do Castelão ainda é um canteiro de obras. A prefeitura de Fortaleza explica que já era previsto uma entrega parcial das obras de mobilidade urbana para o torneio, mas que trabalhará até a madrugada de quarta-feira para deixar o acesso ao estádio o mais próximo do ideal possível.

Principal via de acesso ao Castelão, a Avenida Alberto Craveiro foi reinaugurada no último sábado com o alargamento de duas para oito vias (quatro em cada sentido), mas com muitas partes ainda sem acabamento. Nesta segunda-feira, a reportagem do Terra esteve no local e viu que ainda há muito trabalho a ser feito, e o trabalho de operários é intenso.

A assessoria de imprensa do setor de Copa do Mundo ligado à prefeitura informou que o trabalho continuará até terça, mas a finalização das calçadas e do canteiro central ficará para o final do ano. A última entrega até o jogo será uma rotatória que liga a Alberto Craveiro às Avenidas Dedé Brasil e Paulino Rocha.

A atual gestão, nas mãos de Roberto Cláudio (PSB) desde o início deste ano, justifica o atraso e a entrega em cima da hora das obras viárias pela herança recebida da gestão de Luizianne Lins (PT). Ao assumir o cargo, Roberto renegociou o prazo para conclusão das obras ao longo deste ano e do primeiro semestre de 2014.

No primeiro momento, para a Copa das Confederações, a prefeitura, ao entregar a rotatória, terá cumprido o prazo de concluir o mínimo para permitir a circulação de veículos pelas vias. Mas o acabamento ficará longe o ideal na Avenida Alberto Craveiro, com promessa de conclusão das calçadas e canteiros central apenas no final do ano.

Para a Copa do Mundo de 2014, a prefeitura tem como meta a conclusão do túnel da Avenida Paulino Rocha, que se ligará à Avenida Dedé Brasil. O custo das obras até o Mundial está previsto em R$ 227,52 milhões, R$ 5 milhões a menos do que o primeiro orçamento aprovado.

Apesar de incompleto em relação ao plano inicial, a prefeitura alega que as obras ainda não finalizadas e entregues terão impacto mínimo no trânsito local. Como o acesso de táxis e carros não autorizados serão vetados em um raio próximo a 2 km, a organização tem incentivado o uso de transporte oficial.

Em contrapartida, para amenizar os transtornos nos dias de jogos, a Câmara de Vereadores de Fortaleza decretou feriados nos dias 19 e 27 (dias úteis) de junho, quando serão realizados dois dos três jogos da Copa das Confederações na capital cearense.?