Menos da metade dos torcedores que compraram ingresso assistiu à abertura   

Brasília - Os torcedores que chegaram mais cedo ao Estádio Nacional Mané Garrincha aplaudiram e vibraram com a cerimônia de abertura da Copa das Confederações. Iniciado pontualmente às 14h25, o show durou 20 minutos e contou com várias apresentações. Menos da metade dos 64.721 torcedores que devem assistir ao jogo de abertura entre o Brasil e o Japão, às 16h, havia chegado, mas fez muito barulho durante o espetáculo.

>> Brasil abre caminho com golaço de Neymar e vence Japão sem sustos   

>> Felipão repete equipe pela primeira vez  

>> Vaias a Dilma vieram da elite de Brasília

Além de frases de boas vindas em vários idiomas e contagem regressiva em um grande mosaico humano formado no campo, voluntários vestidos com roupas típicas das oito nações que participam da competição (Brasil, Japão, Uruguai, México, Nigéria, Taiti, Espanha e Itália) fizeram o público presente se levantar e aplaudir.

O carnavalesco Paulo Barros, bicampeão do carnaval do Rio de Janeiro com a Escola de Samba Unidos da Tijuca, desenvolveu um espetáculo de danças e cores que homenageou a diversidade da cultura brasileira e os países participantes.

Neste momento, as seleções do Brasil e do Japão fazem aquecimento com bola no gramado do estádio. O sistema de som apresenta músicas variadas para a torcida e os telões passam imagens das cidades-sede do evento. Além de Brasília, mais cinco cidades receberão jogos da competição: Belo Horizonte, o Rio de janeiro, Fortaleza, Salvador e o Recife.