Mais uma triste perda na Rocinha 

Sonhos enterrados de uma juventude sem oportunidades 

A Rocinha acordou no domingo com mais uma triste perda. Perdemos uma jovem vitima da violência contra mulher e vitima de uma sociedade desigual. Rafaela Marinho, 25 anos de vida e muitos sonhos enterrados. 

O resultado dessa tragédia foi a perda de dois jovens que poderiam ter destinos totalmente diferentes. Não poderiam ser grandes profissionais de futuro, se tivéssemos uma sociedade justa e uma Rocinha de oportunidades para a juventude?

Infelizmente, a sociedade corrompe as pessoas pelo desejo de ter o que o consumismo prega. E essa ausência e falta aliada ao desejo de ter é o que torna esse jovem infeliz e capaz de desviar seu caminho. Assim, o jovem se corrompe e passa a não enxergar os verdadeiros valores da vida e busca de qualquer maneira, e a qualquer preço, a possibilidade de se sentir com algum valor.

A Rocinha enterra mais dois jovens. A Rocinha enterra todo o sonho e o futuro de uma juventude. A Rocinha clama por dignidade e oportunidades para que os nossos jovens tenham futuros e caminhos diferentes.

Que Deus possa confortar o coração da família de Rafaela Marinho e de todas as vitimas da violência que recrudesce em nossa comunidade. 

* Davison Coutinho, 24 anos, morador da Rocinha desde o nascimento. Bacharel em desenho industrial pela PUC-Rio, Mestrando em Design pela PUC-Rio, membro da comissão de moradores da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, professor, escritor, designer e liderança comunitária na Comunidade.