Jornal do Brasil

Tom Leão

Tom Leão

Uma família realmente da pesada

Jornal do Brasil TOM LEÃO, nacovadoleao.blogspot.com.br

Já vimos todo o tipo de representação de família, seja na TV, livros ou no cinema: feliz, triste, pobre, rica, correta, problemática. Mas, acho que, nenhuma família, em qualquer obra de ficção, até hoje, tenha sido tão vil, torpe, má, cruel, podre, como a família Roy, da série ‘Succession’ (HBO), que acabou de fechar a segunda temporada. E vai continuar.

Macaque in the trees
Succession (Foto: Reprodução)

O que nos faz ter nojo dos Roy, são vários fatores. No episódio piloto, vemos o patriarca, Logan Roy (Brian Cox), tendo um AVC. Os filhos (quatro), logo ficam inquietos. Porque, Logan, é o cabeça de um império multimídia, que envolve estações de TV, jornais, revistas, estúdio de cinema, parques de diversões, e mais um monte de outras coisas. Todos (filhos e acionistas) querem saber, caso ele morra, quem será o CEO da coisa toda. Acontece que, ele se recupera. Mas, neste meio tempo, um plano de derrubar o patriarca, vender parte da empresa e mudar a direção, já estava em curso. Agora, será apenas uma questão de tempo para que aconteça a tal sucessão do título. Conseguirão?

É a partir deste ponto que conhecemos a família a fundo. Para muitos, uma versão dos Murdoch, donos do grupo News, que inclui a Fox e montes de jornais e canais de TV mundo a fora. Mas, o criador, Jesse Armstrong, nega. Já os Murdoch, disseram odiar a série.

São três homens: Kendall (viciado em drogas que aspira o poder a qualquer custo), Roman (o mais novo, playboyzinho que não tem apreço algum pelo ser humano), Connor (o mais velho, que usa de seu dinheiro para conquistar jovens mulheres) e uma mulher, Shiv (que não faz parte, diretamente, dos negócios da família. Mas, também quer a derrocada do pai). O que eles farão para passar a perna uns nos outros, trair amigos, sócios da firma, tentar acordos espúrios e tramar a queda do pai, é hard.

Os Roy são frios, calculistas, amorais e, sobretudo, muito, muito ricos. Vivem num mundo à parte, no qual as regras que valem para os reles mortais, não se aplicam a eles. Tanto que, um deles, diz lá, numa certa altura: ‘ser muito rico é como ser um superherói. Só que sem usar capa e máscara. Você pode tudo’.

Indeed. Uma das melhores séries do ano.

RUGIDOS:

* O Canal Brasil está exibindo “Semente da música brasileira”, documentário de Patrícia Terra, que conta um pouco da história do Bar Semente, pequena casa inaugurada em 1998 sob os Arcos da Lapa/RJ, que foi ponto de encontro e berço de artistas da MPB como Yamandu Costa, Teresa Cristina e Roberta Sá.

* O Amazon Studios anunciou que Leslie Mann (mulher do diretor Judd Apatow) irá estrelar o thriller de dez episódios, The Power, baseado no premiado romance e best-seller internacional de mesmo nome, de Naomi Alderman. Na série, Mann interpretará a charmosa e ambiciosa política Margot Cleary-Lopez.

* A Globoplay, lança neste mês, 'New Amsterdam', nova série médica internacional. Todos os 22 episódios ficarão disponíveis para os assinantes da plataforma a partir do dia 15 de novembro.

* No dia 10 de novembro (domingo), às 15h, a rede UCI Cinemas exibe um espetáculo do músico André Rieu, dentro do projeto UCI Music, que ainda trará este mês: “Shakira In Concert: El Dorado World Tour” (dia 13), “Depeche Mode: Spirits in the Forest” (dia 21)

TOM LEÃO